Guitar Recital - Sun 24.03 - 19h - Free

Organized by Jorge Santos
Prezado(a)s,

A Série Prismas Musicais inicia sua 4ª temporada (em 2013) com um dos mais premiados e prestigiados violonista e compositor da nova geração, o sul-mato grossense Cyro Delvízio, próximo domingo dia 24.03.2013 as 19h no hotel Vermont em Ipanema, espaço gentilmente cedido pela Igreja Presbiteriana Ipanema-Leblon

Como primado fundamental, a série, surgida em 2010, continua com sua programação prioritariamente voltado para jovens músicos com atuação profissional e sólida formação acadêmica ao lado do esforço constante na formação de novas plateias em espaços alternativos.

A série acontece desde 2011 em Ipanema com o apoio da Igreja Presbiteriana Ipanema-Leblon.

*Os concertos acontecem sempre aos domingos após o culto vespertino da Igreja Presbiteriana Ipanema-Leblon com entrada franca.

*Pedimos que aqueles que sentirem aptos e assim o desejarem, podem fazer contribuições voluntárias (de qualquer valor) no dia do concerto que serão integralmente repassadas ao músico.



Cyro Delvízio, violão




part. especial: Duo Canciônancias (Manuelai Camargo, soprano)


Data: 24.03.2013 as 19h

LOCAL: Igreja Presbiteriana Ipanema-Leblon
(Centro de Convenções/Hotel Vermont)

Rua Visconde do Pirajá, 254, Ipanema

ENTRADA FRANCA



Programa

Música Paraguaia – (Cyro Delvizio, violão solo)

Agustín Barrios (1885-1944) Cazaapá

Jha Che Valle

Dança Paraguaya

Cyro Delvizio (n.1986) Divertimento Polkeado

Agustín Barrios (1885-1944) La Catedral (I – Andante Religioso, II – Allegro Solemne)



Duo Cancionâncias (Manuelai Camargo, soprano, e Cyro Delvizio, violão)

Cyro Delvizio Como Sonâmbulos

Cyro Delvizio Minha Culpa



Música Brasileira – (Cyro Delvizio, violão solo)

Tom Jobim (1927-1994) Olha Maria (arrj: Cyro Delvizio)

Agustín Barrios (1885-1944) Maxixe

Antonio Giacomino (???) Reminiscências do Passado

Garoto (1915-1955) Desvairada (arrj: Paulo Bellinati)

Marco Pereira (n.1950) Pixaim

Cyro Delvizio Homenagem à Baden Powell (I – Prelúdio, II- Samba)


Release

Cyro Delvizio nasceu em Campo Grande – MS, Brasil. Reside desde 2004 no Rio de Janeiro, onde concluiu o curso de Bacharelado em Violão na UFRJ (em 2008) – sob orientação violonística de Graça Alan e do renomado concertista Turíbio Santos – e o curso de mestrado em Musicologia (em 2011) na mesma instituição, sob orientação de Márcia Taborda, com a dissertação “Agustín Barrios e o Brasil: um relato histórico sobre sua interação com o meio artístico brasileiro” que têm sido apresentada por meio de palestras.

Atua como violonista (solo, em conjunto camerísticos e como solista junto a orquestras sinfônicas e corais), compositor, arranjador, pesquisador e produtor musical.

Em concursos de violão, foi o grande vencedor do “V Concurso Nacional de Violão Fred Schneiter” (2011) pelo qual realizará concertos e gravará um CD no México pelo selo TASTO. Além do primeiro lugar no referido concurso, também recebeu os prêmios de “Melhor intérprete da música de Fred Schneiter” e “Melhor intérprete da música de Marcos Alan”. Cyro também obteve o primeiro lugar e prêmio pela melhor interpretação da obra “Alternâncias” de Edino Krieger na “VI Seleção de Jovens Talentos da AV-Rio” 2008; Segundo lugar na “V Seleção de Jovens Talentos da AV-Rio” 2007; Segundo lugar no “Concurso de violões da UFG” 2004 e ainda competiu no “UTD Fifth Annual Guitar Competition” 2006 (Dallas – EUA).

Já participou de master classes com Fábio Zanon, Cláudio Tupinambá, David Jerome (EUA), Eduardo Isaac (Argentina), Pablo Marfil (Argentina), Marcelo de La Puebla (Chile), José Antonio Escobar (Chile) e Alvaro Pierri (Uruguai).

Fez a estréia de “Alternâncias” (2008) para violão solo de Edino Krieger, “Serenata para violão e orquestra de cordas” (2008) do compositor Marco Pereira e “Três Canções de Inês” (2011) de Ronaldo Miranda, esta última com o Duo Cancionâncias.

Foi solista junto à conjuntos sinfônicos como a “Orquestra Sinfônica da URFJ” sob regência de Ernani Aguiar e “Orquestra Sinfônica Municipal de Campo Grande – MS” sob regência de Eduardo Martinelli e junto à corais, executando a obra “Romanceiro Gitano” de Castelnuovo-Tedesco em quatro ocasiões.

Como compositor, sua obra “Adejo”, para violoncelo solo, foi vencedora do “I Concurso de composição da UNIRIO” 2008, além de ter sido executada na “XVIII Bienal de Música Brasileira Contemporânea” 2009; “Tempura Mutantur”, para violão solo, foi 4ª colocada no “Concurso Niemeyer – 100 anos” 2008, promovido pela UFRJ e editada em livro pela mesma instituição. Já sua obra “Divertimento Polkeado”, para violão solo, foi executada em 85 concertos por todo o Brasil, pelo violonista paulista (radicado em Campo Grande) Marcelo Fernandes, durante o projeto “Sesc Sonora Brasil” 2009.

Integra o “Conjunto de Violões da UFRJ”, coordenado por Bartholomeu Wiese, com o qual já gravou um CD homônimo em 2007, lançado durante o evento internacional “Trinta anos na UFRJ” em 2010, e realizou turnê pela Espanha “Guitarras Brasil-Espanha 2010” sob apoio do programa de passagens aéreas do Ministério da Cultura do Governo Brasileiro e turnê pelo Brasil com o projeto “Concertos Universitários” 2007 com patrocínio do Banco do Brasil e UFRJ.

Também integra desde 2007, o Duo Cancionâncias (mais informações emhttps://sites.google.com/site/duocancionancias/), junto à soprano dramático Manuelai Camargo, conjunto dedicando especialmente à difusão de música brasileira e latino-americana com intuito didático, com o qual se apresentou em inúmeras séries musicais no RJ, RS, e MS além de festivais de grande porte como o “Viradão Carioca” (RJ) e o “VII Festival da América do Sul” e “Som da Concha” (MS).

Foi o único brasileiro selecionado para competir no “XXXIX Internacional Musical Competition Dr. Luis Sigall” no Chile em novembro de 2012.

https://prismasmusicais.wordpress.com/proxima-apresentacao/

http://www.facebook.com/prismasmusicais
  • main_thread_for_E:event/7675

    It looks like you're posting an email address or phone number. To protect your privacy, don't post any personal contact information here.